Notícias e Dicas

Campanha Agosto Dourado: Amamentação e sua importância

Segunda, 02 Agosto 2021

 

Os primeiros meses de vida de uma criança recém-nascida são os mais importantes para seu crescimento, assim como para a recuperação da mãe e para desenvolver seu laço. E boa parte disso está associado ao ato da amamentação, uma das tarefas mais importantes nos primeiros meses.

Para marcar a importância desse ato, foi criada a campanha Agosto Dourado, um período de incentivo à prática da amamentação, além de conscientizar pais e mães sobre seus benefícios.

Acompanhe e aprenda mais sobre o Agosto Dourado e a importância da amamentação.

Como surgiu Agosto Dourado?

Essa campanha foi lançada oficialmente em 2017 pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), seguindo a Semana Mundial do Aleitamento Materno, que ocorre entre 1 e 7 de agosto. Durante esse período, vários pediatras ao redor do país são reunidos para conscientizar a população sobre a importância da amamentação.

A escolha da cor dourada, por sua vez, foi escolhida por que o leite materno é considerado um alimento com “padrão ouro de qualidade” para a nutrição dos bebês.

Amamentar é um ato de amor

Tanto para a mãe quanto para a criança, o ato de amamentar é uma forma de dedicação, carinho e saúde. Alguns dos seus efeitos positivos mais evidentes são:

1. Maior nutrição para o bebê

O leite materno contém todos os nutrientes, proteínas, água, açúcares e vitaminas necessários para o desenvolvimento do bebê nos primeiros meses de vida. E a amamentação deve ser continuada até os dois anos ou mais. Com esse simples gesto, você garante seu crescimento mais saudável e previne várias doenças graves que podem ocorrer nos primeiros meses de vida.

2. Diminuição da ansiedade

Quando falamos na amamentação como um ato de amor e acolhimento, é exatamente a isso que estamos nos referindo. Para o bebê, a amamentação transmite segurança, diminui sua ansiedade, suas dores e promove a saúde mental durante o desenvolvimento. Para a mãe, a amamentação também libera hormônios que diminuem a ansiedade, o que ajuda muito com o estresse pós-parto, assim como todas as exigências envolvidas em cuidar de um bebê.

3. Reduz o risco de anemia pós-parto

Depois de ter o bebê, a mulher perde bastante ferro através da placenta, o que pode levar a anemia. E essa perda tende a ser mais rápida depois que a mãe volta a menstruar. Porém, a amamentação também tem um efeito positivo aqui, pois ela atrasa o retorno da menstruação naturalmente. Isso facilita ainda mais a recuperação física da mãe, especialmente quando atrelado a uma boa alimentação para prevenir a anemia.

4. Facilita o emagrecimento pós-gravidez

Durante a gestação, é normal que a mãe ganhe peso, pois está absorvendo calorias para alimentar o bebê também, mas esse excedente se mantém depois que ele nasce. Felizmente, a amamentação também beneficia a mãe nesse ponto, pois ela estimula a queima de calorias. Isso permite que a mãe retorne ao seu peso ideal em bem menos tempo de pois de dar a luz.

Amamentar é um dos melhores atos que podem ser feitos pela criança recém-nascida, além de também trazer benefícios para a mãe. É importante espalhar essa mensagem, não apenas na campanha Agosto Dourado.

Compartilhe este artigo e ajude mais famílias a entenderem a importância da amamentação.